Angola perde 800 mil utilizadores de telefonia móvel entre 2014 e 2018

29 March 2019

Os dois operadores de telefonia móvel em Angola perderam cerca de 800 mil utilizadores entre 2014 e 2018, anunciou quinta-feira em Luanda o administrador executivo do Instituto Angolano das Comunicações (Inacom).

António Moniz Gonçalves disse que o número de utilizadores caiu de 14 milhões em 2014 para 13 milhões em 2016, antes de subir para 13,3 milhões em 2017 e voltar a cair desta vez para 13,2 milhões em 2018.

Angola conta com duas operadoras de telefonia móvel, Unitel e Movicel, sendo que os 13,3 milhões de utilizadores representam cerca de metade da população do país.

O secretário de Estado para as Telecomunicações, Mário Augusto da Silva Oliveira, citado pela agência noticiosa Angop, disse que a quebra no número de utilizadores derivou da actualização dos números de telefone e da crise económico-financeira que o país atravessa.

O Inacom registou, por outro lado, um aumento no número de utilizadores de telefonia fixa, que passou de 161 mil em 2017 para 171,8 mil em 2018.

Relativamente ao acesso à Internet, António Moniz Gonçalves disse estarem contabilizados 4,4 milhões de utilizadores em 2017, número que deverá chegar a 5,9 milhões no final do ano em curso.

Estes dados foram fornecidos no encerramento de uma acção de formação sobre indicadores estatísticos da União Internacional de Telecomunicações, promovida pelo Inacom, que reuniu técnicos e responsáveis de Angola, Brasil, Moçambique e Portugal. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH