China e São Tomé e Príncipe aceleram execução de projectos no arquipélago

A China e São Tomé e Príncipe acordaram em acelerar a execução de projectos a serem financiados por Pequim, incluindo o apoio directo ao Orçamento Geral do Estado para 2019, anunciou sábado o primeiro-ministro são-tomense.

Jorge Bom Jesus, ao efectuar um balanço da sua deslocação à China, onde participou na edição deste ano do Fórum Boao para a Ásia, na ilha de Hainão, disse ter analisado com o seu homólogo chinês Li Keqiang os projectos em curso “bem como formas de acelerar a sua execução.”

“Foi uma missão muito bem conseguida no âmbito do exercício da diplomacia económica com a China”, disse o primeiro-ministro são-tomense.

Jorge Bom Jesus adiantou ter aproveitado a oportunidade para solicitar o apoio directo da China ao Orçamento Geral do Estado, “o que foi aceite.”

“Com a China temos acordos já assinados, com investimentos de cerca de 30 milhões de dólares anuais, tendo agora sido solicitado a possibilidade de acréscimo em algumas áreas, o que foi muito bem acolhido”, disse.

O primeiro-ministro salientou ter solicitado a presença dos investidores chineses no arquipélago “para nos ajudarem ao nível dos projectos estruturantes, porto, aeroporto, habitação, agricultura, sector privado, enfim, praticamente em todas as áreas económicas de interesse para o país.” (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH