China saúda adesão de Portugal à iniciativa “Faixa e Rota”

24 April 2019

A China “aprecia profundamente” a participação de Portugal na iniciativa “Faixa e Rota”, um dos primeiros países da Europa Ocidental a aderir à estratégia internacional da liderança chinesa, refere um comunicado oficial enviado à agência noticiosa Lusa.

A iniciativa, descrita pelo Presidente da China, Xi Jinping, como o “projecto do século”, que já foi incluído na Constituição do país, abrange uma rede de caminhos-de-ferro e de estradas que ligarão a região oeste da China à Europa e Oceano Índico, atravessando a Rússia e a Ásia Central, enquanto uma rede de portos em África e no Mediterrâneo reforçarão as ligações marítimas das cidades do litoral chinês.

Pelo caminho, serão erguidos aeroportos, centrais eléctricas e zonas de comércio livre, redesenhando o mapa da economia mundial e anunciando uma “nova era”, na qual a China ocupará o centro da ordem mundial, escreveu ainda a agência.

No comunicado, a China realça a posição “muito relevante” de Portugal no extremo oeste da Eurásia, insinuando uma coordenação com Lisboa, que quer a inclusão de uma rota atlântica no projecto chinês, permitindo ao porto de Sines ligar as rotas do Extremo Oriente ao Oceano Atlântico e beneficiar assim do alargamento do canal do Panamá.

“A assinatura de um memorando de entendimento com Portugal no âmbito da ‘Faixa e Rota’ estabeleceu uma fundação sólida para o desenvolvimento da iniciativa”, pode ler-se no comunicado.

Lembrando que a visita do Presidente da China, Xi Jinping, a Lisboa, em Dezembro passado, “elevou as relações a um novo patamar”, as autoridades chinesas consideram que Portugal “constitui um exemplo positivo” para a cooperação entre a China e a Europa.

“Portugal é dos primeiros países da Europa Ocidental a assinar um documento de cooperação no quadro da iniciativa ‘Faixa e Rota'”, realça o comunicado enviado à agência noticiosa portuguesa. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH