Macau e Portugal colaboram na expansão da Escola Portuguesa de Macau

O governo da Região Administrativa Especial vai colaborar activamente com o plano sugerido por Portugal para a expansão futura da Escola Portuguesa de Macau (EPM), disse o Chefe do Executivo de Macau.

Chui Sai On, ao receber o Presidente de Portugal numa cerimónia ocorrida na sede do governo, destacou que a amizade e a história entre Macau e Portugal promovem o desenvolvimento da cidade, especialmente nos domínios da cultura, língua e educação de matriz portuguesa, tendo destacado a importância do desenvolvimento do ensino da língua portuguesa em Macau.

Além do anúncio de que o governo de Macau concordou com a sugestão adiantada pelas autoridades portuguesas para a expansão da EPM, o Chefe do Executivo reafirmou o apoio contínuo àquela escola e revelou que uma equipa de trabalho nomeada pelo governo irá contactar a escola para discutir o futuro plano de expansão.

Marcelo Rebelo de Sousa destacou, por seu turno, a importância atribuída pelo governo de Macau ao desenvolvimento da cultura portuguesa e ao ensino da língua e agradeceu o apoio das autoridades à futura expansão da EPM, o que não só permitirá aumentar o número de estudantes mas também melhorar o nível de ensino na divulgação da cultura e da língua portuguesa junto de mais pessoas.

O Presidente português disse ainda a Chui Sai On esperar que Portugal e Macau possam promover conjuntamente a cooperação bilateral nas áreas da economia e finanças.

Antes deste encontro, o presidente da República Portuguesa visitou a Santa Casa de Misericórdia de Macau e acompanhado pelo secretário para os Assuntos Sociais e Cultura, Alexis Tam, deu um passeio desde o Largo do Senado até às Ruínas de São Paulo.

O regresso de Marcelo Rebelo de Sousa à China e a Macau poderá ter lugar ainda antes do final do ano, para participar nas celebrações do vigésimo aniversário da transição da administração do território para a China, segundo admitiu o próprio. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH