Fórum de Macau quer mais cooperação turística com países de língua portuguesa

O reforço na promoção do intercâmbio e cooperação nas áreas de turismo, convenções e exposições, é um trabalho determinante no enquadramento do Fórum de Macau, disse segunda-feira a secretária-geral do Fórum de Macau.

Xu Yingzhen, ao intervir na sessão de encerramento do Colóquio sobre Gestão do Turismo, Convenções e Exposições para os Países de Língua Portuguesa, disse ainda ser o reforço na promoção do intercâmbio e cooperação naquelas áreas um dos objectivos principais na realização deste tipo de encontros.

“Macau, com as suas características multiculturais e diversidade linguística possui vantagens únicas na construção do Centro Mundial de Turismo e Lazer”, salientou a secretária-geral do Fórum de Macau.

A concluir, Xu Yingzhen apelou ao apoio contínuo dos participantes no desenvolvimento do Fórum de Macau e no desenvolvimento da cooperação dos sectores do turismo e de convenções e exposições entre a China e os países de língua portuguesa através da Plataforma de Macau, por forma a promover o crescimento comum dos países envolvidos.

O Colóquio sobre Gestão do Turismo, Convenções e Exposições para os Países de Língua Portuguesa, organizado pelo Centro de Formação do Fórum de Macau em colaboração com a Universidade da Cidade de Macau, decorreu de 23 de Abril e 6 de Maio de 2019, tendo sido o primeiro a ser realizado por aquele centro em 2019.

Inscreveram-se 31 funcionários, representantes e gestores de diversas áreas provenientes dos oito países de língua portuguesa membros do Fórum de Macau, Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste com intuito de receber formação em Macau. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH