Grupo Anadarko Petroleum retoma a actividade em Moçambique após garantias de segurança

8 May 2019

O grupo Anadarko Petroleum retoma hoje, quarta-feira, as actividades no norte de Moçambique para a exploração de depósitos de gás natural no bloco Área 1 da bacia do Rovuma, anunciou terça-feira em Maputo o presidente executivo do grupo.

Al Walker, que anunciou a decisão no final de uma audiência concedida pelo Presidente de Moçambique, justificou-a com o facto de Filipe Nyusi lhe ter garantido a segurança necessária para o recomeço das actividades, segundo a agência noticiosa AIM.

O grupo decidiu suspender as actividades em Fevereiro passado após um ataque armado ocorrido na região de Palma, província de Cabo Delgado, de que resultou a morte de um trabalhador e ferimentos em seis outros.

O falecido era funcionário do grupo português de construção civil Gabriel Couto, que foi contratado em Outubro de 2018 para construir um aeródromo em Afungi, uma península naquela província do norte de Moçambique.

Al Walker declarou ter-se deslocado a Moçambique a fim de se inteirar do estado actual do projecto, recordou que já existem compradores firmes para o g]as natural a ser extraído e remeteu pormenores adicionais para Junho quando houver a decisão final de investimento.

O ministro dos Recursos Minerais e Energia, Max Tonela, que esteve presente na audiência concedida pelo Presidente da República, acrescentou que a decisão final de investimento será tomada numa cerimónia que terá lugar em Maputo antes de 20 de Junho próximo.

O bloco Área 1 é operado pela Anadarko Moçambique Área 1, Ltd, uma subsidiária controlada a 100% pelo grupo Anadarko Petroleum, com uma participação de 26,5%, a ENH Rovuma Área Um, subsidiária da estatal Empresa Nacional de Hidrocarbonetos, com 15%, Mitsui E&P Mozambique Area1 Ltd. (20%), ONGC Videsh Ltd. (10%), Beas Rovuma Energy Mozambique Limited (10%), BPRL Ventures Mozambique B.V. (10%), and PTTEP Mozambique Area 1 Limited (8,5%). (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH