Grupo francês Total deverá ser o novo operador do bloco Área 1 em Moçambique

10 May 2019

O grupo francês Total deverá vir a ser o novo operador do bloco Área 1 da bacia do Rovuma, em Moçambique, após o grupo Chevron Corp ter desistido da compra do grupo Anadarko Petroleum Corp, segundo comunicados divulgados nos Estados Unidos.

A desistência da Chevron Corp, anunciada quinta-feira em San Ramon, Califórnia, abre caminho à compra da Anadarko Petroleum Corp pela Occidental Petroleum Corp, cuja oferta havia sido já definida como “superior” à da Chevron.

A fim de financiar a oferta de 59 dólares em dinheiro e 0,2934 acções próprias por cada acção ordinária do grupo Anadarko Petroleum, superior à proposta inicial de 38 dólares em dinheiro e 0,6094 acções próprias por cada acção ordinária da Anadarko Petroleum, o grupo Occidental acordou com o grupo francês Total a venda dos activos da Anadarko em África.

Estes activos estão espalhados pela África do Sul, Argélia, Gana e Moçambique, funcionando o grupo Anadarko Petroleum, neste último país, como operador do bloco Área 1, um projecto de gás natural com reservas comprovadas de 75 bilhões de pés cúbicos.

O acordo entre os grupos, alcançado após a entrega da primeira oferta e dependente da compra da Anadarko Petroleum, estipula que a Total terá de pagar 8,8 mil milhões de dólares à Occidental Petroleum Corp.

O grupo Anadarko Petroleum informou na passada quarta-feira que o anúncio da decisão final de investimento neste projecto no norte de Moçambique terá lugar dia 18 de Junho próximo em Maputo.

Em comunicado divulgado quinta-feira em Houston, o grupo Anadarko Petroleum Corp anunciou ter chegado a um acordo de fusão definitivo com a Occidental Petroleum Corporation. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH