Dingsheng Minerals deverá iniciar a exportação de minérios extraídos em Moçambique em 2020

21 May 2019

A empresa chinesa Dingsheng Minerals prevê iniciar em 2020 a exportação de 600 mil toneladas de minérios extraídos dos depósitos de areias pesadas de Chibuto, em Moçambique, anunciou o  ministro dos Transportes e Comunicações.

Carlos Mesquita, citado pelo jornal moçambicano O País, disse que passada a fase inicial, a empresa prevê passar a exportar anualmente três milhões de toneladas de titânio e zircão a partir dos depósitos do Chibuto que, abrangendo uma área de 5653 quilómetros quadrados, são considerados os maiores do mundo com uma vida útil de 100 anos.

A fase de construção deste projecto encontra-se na sua fase final, dois anos de ter sido iniciado, decorrendo de momento a instalação da central que vai processar as areias pesadas para extracção dos minérios.

O ministro mencionou no decurso de uma visita às instalações do projecto a possibilidade de construção de uma linha de caminho-de-ferro para transporte dos minérios, sendo que o projecto inicial previa a construção de uma linha do Chibuto a Lionde, no distrito de Chókwè, de onde o minério seria escoado para o porto da Matola, na província de Maputo.

Carlos Mesquita disse agora que a direcção da Mingsheng Minerals está ainda a estudar as alternativas logísticas, caso de um plano “B” que prevê utilizar o rio Limpopo para transporte dos minérios até Chongoene. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH