China coloca em órbita novo satélite sino-brasileiro

28 May 2019

O satélite CBERS-4A deverá chegar dia 30 de Maio a Pequim, antes de seguir para a Centro de Lançamento de Satélites de Taiyuan, noticiou segunda-feira a imprensa brasileira.

O satélite, após um embarque adiado dia 10 de Maio por questões logísticas, deverá ter sido colocado a bordo de um Boeing 747-400F alugado para o efeito e estacionado no aeroporto de São José dos Campos, estado de São Paulo.

O CBERS-4A é o sexto da parceria Brasil e China e levou quatro anos para ser construído com custo de 190 milhões de reais para o Brasil, indo substituir o que está actualmente em órbita terrestre, o CBERS-4.

O portal G1 escreveu que a ideia inicial era fazer com que o satélite tivesse sido colocado em órbita em 2018, quando terminaria a vida útil do CBERS-4, mas uma série de problemas orçamentais adiaram o lançamento para este ano.

O CBERS-4A, que se prevê tenha uma vida útil de cinco anos, está programado para dar 14 voltas diárias à Terra e centrar-se na captação de imagens de desmatamento da Amazónia, localização de queimadas e fornecimento de dados ao sector agrícola. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH