China constrói casas sociais em São Tomé e Príncipe

O embaixador chinês em São Tomé e Príncipe, Wang Wei e o ministro são-tomense das Obras Públicas e Infraestruturas, Osvaldo d’Abreu assinaram esta semana um acordo para o inicio ainda este ano do projecto de construção de 200 casas sociais no arquipélago.

Wang Wei disse, na altura, que a construção das casas será feita por fases iniciando-se nos distritos de Lobata e Cantagalo, zonas sul e ao norte da ilha de São Tomé, com conclusão prevista para 2024.

O ministro são-tomense referiu, por seu turno, que este projecto vem dar resposta a grande preocupação habitacional do país e de desemprego” no âmbito dos grandes eixos do programa governamental para os próximos quatros anos.

São Tomé e Príncipe e a República Popular da China restabeleceram relações diplomáticas em finais de 2016, tendo o governo de Pequim demonstrado claramente apoio ao plano de desenvolvimento sustentável do arquipélago. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH