Agência de investimento de Angola recebe 62 propostas de Janeiro a Maio

2 July 2019

A Agência de Investimento Privado e Promoção das Exportações (Aipex) recebeu 62 propostas de investimento no decurso do período de Janeiro a Maio, menos nove propostas do que as registadas no período homólogo de 2018, informou a instituição.

A agência informou ainda que entre Agosto de 2018 e Maio deste ano recebeu 133 propostas de investimentos privados, avaliadas em 823 milhões de dólares.

Deste total 29 propostas foram já executadas, com a criação de 1690 postos de trabalho, tendo sido instalados maioritariamente nas províncias de Luanda, Bengo, Benguela e Malanje.

O jornal Mercado, que publicou a informação, escreveu que as propostas de investimento eram originárias de 21 países, além de outras nacionais e provenientes de diferentes instituições, entre bancos e fundos de investimento.

O território de Angola está dividido em quatro zonas – de “A” a “D” – para efeitos de projectos de investimento, sendo os benefícios fiscais atribuídos de forma crescente à medida que se avança no alfabeto.

A Zona “A” abrange a província de Luanda e os municípios-sede das províncias de Benguela, Huíla e o município do Lobito e a Zona “B” as províncias do Bié, Bengo, Cuanza Norte, Cuanza Sul, Huambo, Namibe e restantes municípios das províncias de Benguela e da Huíla.

A Zona “C” engloba as províncias do Cuando Cubango, Cunene, Lunda Norte, Lunda Sul, Malanje, Moxico, Uíge e Zaire e a Zona “D” está reservada à província de Cabinda, um enclave entre as repúblicas do Congo e Democrática do Congo. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH