Preço da energia eléctrica para a indústria em Angola aumenta 81,99%

4 July 2019

As empresas industriais a operar em Angola vão ter a sua factura de energia eléctrica agravada em 81,99% quando no dia 15 de Julho corrente entrar em vigor Novo Regime Tarifário da Energia Eléctrica, noticiou a imprensa angolana.

A entrada em vigor do novo tarifário, que deveria ter ocorrido dia 24 de Junho passado, foi adiada para 15 de Julho “por razões técnicas e operacionais das instituições responsáveis por assegurar este procedimento”, segundo um comunicado do Ministério das Finanças.

O presidente do Conselho de Administração do Instituto Regulador dos Serviços de Electricidade e de Águas (IRSEA), Luís Mourão, disse recentemente que o cliente final, que pagava anteriormente uma média de 6,05 kwanzas o quilowatt, vai passar a pagar 12,82 kwanzas, um aumento em todas as categorias de 97%.

O novo tarifário de energia para consumidores de categoria social – clientes com capacidade reduzida em termos de consumo – vai manter-se a 2,46 kwanzas o quilowatt, enquanto que para os clientes com consumo abaixo de 200 quilowatts o valor passa de três kwanzas para 6,41 kwanzas.

O reajuste foi feito igualmente na “categoria doméstica geral”, actualmente designada “categoria doméstica monofásica”, onde se encontra integrada a maioria dos consumidores de electricidade de Angola, passando de 6,53 kwanzas para 10,89 kwanzas, um aumento de 66%.

Já para os clientes de “categoria doméstica especial”, agora designados por “categoria doméstica trifásica” – grupo de maior capacidade e consumo – cujo preço cobrado integra a produção e transporte, passa de 7,05 kwanzas para 14,74 kwanzas.

O sector do comércio e serviços, que já pagava 14 kwanzas por quilowatt, terá um aumento de 5,29%, passando a integrar a categoria doméstica trifásica. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH