Governo de São Tomé e Príncipe pretende captar investimento para desenvolver o país

O governo de São Tomé e Príncipe pretende captar investimento para o país no decurso do encontro empresarial que se inicia hoje, segunda-feira, com a participação de pelo menos 150 potenciais investidores, disse o director da Agência de Promoção, Comércio e Investimento (APCI).

Rafael Branco, em declarações à agência noticiosa Lusa, referiu que o encontro, que termina terça-feira, é “uma oportunidade” para “atrair investimentos privados estrangeiros”, embora tenha reconhecido que “o ambiente de negócios e a cultura predominante na administração pública não facilitam a realização de investimento” no país.

O director da APCI considerou que é importante “sensibilizar os principais agentes da administração de São Tomé e Príncipe para a importância do investimento estrangeiro nas condições particulares do país neste momento.”

Além dos cerca de 150 representantes estrangeiros, deverão participar no 14.º Encontro de Empresários para a Cooperação Económica e Comercial entre a China e os Países de Língua Portuguesa pelo menos 170 empresários são-tomenses, segundo aquele responsável.

Rafael Branco disse que a grande maioria dos participantes estrangeiros é oriunda da China, mas também haverá empresários portugueses, angolanos, moçambicanos e timorenses.

A abertura do encontro será feita pelo primeiro-ministro são-tomense, Jorge Bom Jesus, após a intervenção do secretário-geral adjunto do Secretariado Permanente do Fórum Macau, Ting Tian, e do vice-presidente do Instituto de Promoção do Comércio e do Investimento de Macau.

Os empresários deverão apresentar no encontro cerca de 60 projetos, dos quais cerca de metade ligados ao sector do turismo, sendo os restantes das áreas da agricultura, infra-estruturas e transformação de produtos, comércio e serviços.

A 14.ª edição do encontro é organizada pela Agência de Promoção do Comércio e Investimento de São Tomé e Príncipe, pelo Conselho para a Promoção do Comércio Internacional da China e pelo Instituto de Promoção do Comércio e do Investimento de Macau. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH