Banco Mundial apoia pequenas e médias empresas de Angola

9 July 2019

A Corporação Financeira Internacional (IFC) concedeu duas linhas de crédito de 50 milhões de dólares cada a favor do Banco Millennium Atlântico, uma das quais destina-se a aumentar a concessão de crédito às pequenas e médias empresas de Angola, noticiou a imprensa angolana.

A segunda linha de crédito, cujos contratos foram segunda-feira assinados em Luanda pelo administrador da área de riscos financeiros do Banco Millennium Atlântico, Éder Samuel de Sousa, e pelo director regional da IFC para África e Médio Oriente, Manuel Reyes-Retana, destina-se a financiar as aquisições de matérias-primas e equipamentos no exterior do país, por via de abertura de cartas de crédito.

Éder Samuel de Sousa disse que na concessão do crédito vão ser privilegiados projectos de sectores que contribuam para a economia real, como a pequena indústria ou uma outra área produtiva, estando o montante do financiamento limitado a um máximo de cinco milhões de dólares.

Por seu turno, Manuel Reyes-Retana disse que uma das prioridades da Corporação Financeira Internacional, entidade do grupo Banco Mundial, para Angola visa aumentar a inclusão financeira das pequenas e médias empresas, pelo que o “contrato hoje assinado ajudará o Atlântico a ampliar significativamente as suas operações de crédito neste segmento.”

O Banco Millennium Atlântico é o resultado da fusão do Banco Millennium Angola (BMA) com o Banco Privado Atlântico (BPA), processo que ficou concluído em Abril de 2016, segundo informou na altura o accionista Banco Comercial Português.

O banco tem como principais accionistas a Interlagos Equity Partners, com 29,77%, BCP África, SGPS com 22,52%, Atlântico Financial Groupp com 19,80% e Jasper Capital Partners – Investimentos e Participações, com 15,25%. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH