Caminho-de-Ferro de Benguela, Angola, pretende construir ramal do Lobito até Baía Farta

15 July 2019

A construção de um ramal ferroviário entre a cidade do Lobito e o município de Baía Farta é um projecto prioritário do Caminho-de-Ferro de Benguela (CFB), disse o presidente do Conselho de Administração da sociedade gestora.

Luís Teixeira disse ainda que este projecto consta do Plano Director dos Transportes a nível nacional, sendo que a sua construção ajudaria a facilitar o transporte de sal e de pescado a partir de Baía Farta e garantir, em simultâneo, a auto-sustentabilidade da empresa.

“Pretendemos que esta obra seja uma realidade”, declarou o presidente da CFB, adiantando que a partir do “ponto de início” do futuro ramal [no Lobito] até ao município da Baía Farta, passando pela Catumbela e por Benguela, são 62 quilómetros de linha férrea.

Luís Teixeira disse ainda que o projecto vai ter várias estações e também quatro pontes de diferentes dimensões, sendo o destino final da linha férrea a futura Cidade do Sal, que está a nascer na comuna do Chamume, na própria circunscrição da Baía Farta, tendo já várias salinas.

A agência noticiosa Angop escreveu que, quando esta obra for aprovada, a preferência do governo para a sua construção deverá recair numa empresa chinesa, tendo em atenção as parcerias já existentes, por exemplo com a China Railway 20 Bureau Group Corporation, que reconstruiu os 1334 quilómetros de linha férrea do Lobito ao Luau, na província do Moxico, leste de Angola.

Com uma linha férrea de 1344 quilómetros de extensão, desde o Lobito, em Benguela, ao Luau, na província do Moxico, leste de Angola, na fronteira com a RD do Congo, o CFB, fundado em 27 de Novembro de 1902, possui 67 estações ao longo da ferrovia. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH