Banco Nacional de Angola promove criação de incubadoras de negócios

23 July 2019

Um memorando de entendimento que visa promover a criação de incubadoras de negócios, com base na digitalização de serviços de pagamento, foi segunda-feira assinado em Luanda entre o Ministério do Ensino Superior, Ciência, Tecnologia e Inovação e o Banco Nacional de Angola (BNA), pretendendo este último contribuir para o aparecimento de empresas inovadoras no país.

O banco central vai, ao abrigo deste memorando, apoiar e incentivar a formação de empreendedores, investigadores, empresas e outras entidades no processo de desenvolvimento, sustentado de ideias de negócio de carácter tecnológico com elevado potencial de crescimento, segundo a agência noticiosa Angop.

O memorando estipula que a avaliação e a selecção das candidaturas serão efectuadas com base em critérios pré-estabelecidos por uma comissão de avaliação a ser constituída por representantes  das duas instituições signatárias.

O administrador do BNA, Pedro Castro e Silva, disse que o banco central tem estado a acompanhar a evolução da tecnologia a nível mundial, sobretudo a que incide sobre o sistema financeiro, tendo salientado “o nosso objectivo é continuar a contribuir para o desenvolvimento dos sistemas de pagamento de Angola, fazendo recurso aos jovens que estão nas universidades e já dispõem de ideias de negócios que podem também potenciar o sistema de pagamentos em Angola.”

Pedro Castro e Silva esclareceu que o banco central não vai fornecer recursos financeiros directamente, mas sim contribuir para que as incubadoras estejam suficientemente apetrechadas para que possam apoiar o desenvolvimento das ideias.

A ministra Maria Sambo disse, por seu turno, que esta iniciativa vai ser executada na presente fase piloto na Faculdade de Engenharia da Universidade Agostinho Neto, estando previsto o seu alargamento futuro a outras instituições de ensino superior. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH