Procuradoria de Angola recupera activos financiados pelo Estado

1 August 2019

O Serviço de Recuperação de Activos da Procuradoria-Geral da República recuperou os terminais dos portos de Luanda e do Lobito, que estavam sob gestão da empresa Soportos – Transporte e Descarga, segundo um comunicado divulgado em Luanda.

A Soportos geria o terminal multiuso do porto de Luanda, infra-estrutura portuária com uma área de 181,7 mil metros quadrados e com capacidade para movimentar anualmente 2,67 milhões de toneladas.

Além do equipamento para movimentar carga diversa, o terminal, que foi concessionado por um período de 20 anos à Soportos, possui um cais de 610 metros e uma profundidade de 12,5 metros.

A agência noticiosa Angop informou que no caso do porto do Lobito a Soportos – Transporte e Descarga assumiu a concessão do terminal de minérios em 2017.

Aquele serviço da Procuradoria-Geral da República recuperou ainda o Hotel Convenções de Talatona (HCTA), empreendimento público financiado pela Sociedade Nacional de Combustíveis de Angola (Sonangol), mas que estava sob gestão de uma empresa privada.

A unidade hoteleira de cinco estrelas custou mais de 200 milhões de dólares e, logo após o pagamento e construção, foi entregue para exploração a uma empresa privada com bónus, à partida, de 12 milhões de dólares, e um contrato com traços danosos. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH