Projecto de gás natural Área 1 em Moçambique começa em Agosto

1 August 2019

As obras de construção das unidades de processamento de gás natural extraído na bacia do Rovuma, norte de Moçambique, iniciam-se na próxima segunda-feira, anunciou quarta-feira em Maputo o Presidente da República.

Filipe Nyusi, que procedia na Assembleia da República à apresentação do informe sobre o estado geral da nação para o ano em curso, precisou que iria colocar a primeira pedra no projecto de construção das unidades que irão liquefazer o gás natural a ser extraído no bloco Área 1 “no dia 5 de Agosto próximo.”

Nesse mesmo dia o grupo americano Anadarko Petroleum Corporation vai inaugurar a povoação onde irá ser realojada a população do distrito de Palma que foi afectada pelas operações em curso na província de Cabo Delgado.

A povoação é composta por 556 casas equipadas com sistema de abastecimento de água, dispondo ainda de unidades sanitárias, infra-estruturas para ensino e prática do desporto, entre outras, segundo a agência noticiosa AIM.

O plano de desenvolvimento do projecto prevê duas linhas de liquefacção, instaladas em terra, com capacidade anual de produção de 12 milhões de toneladas de gás natural liquefeito, bem como a construção de uma rede de abastecimento de gás doméstico.

O governo de Moçambique e os parceiros do bloco Área 1, liderados pelo grupo Anadarko Petroleum Corporation, rubricaram, em Maputo, a decisão final de investimento do projecto de gás natural liquefeito.

Trata-se de um investimento na ordem de 25 mil milhões de dólares a serem financiados em 14 mil milhões de dólares por fundos bancários e em 11 mil milhões de dólares por capitais próprios dos accionistas da concessão.

O grupo Anadarko Petroleum Corporation opera em Moçambique, através da sua subsidiária controlada a 100% Anadarko Moçambique Área 1, Ltd o bloco Área 1 da bacia do Rovuma, com 26,5%, onde tem como parceiros a ENH Rovuma Área Um, subsidiária da estatal moçambicana Empresa Nacional de Hidrocarbonetos, com 15%, Mitsui E&P Mozambique Area1 Ltd. (20%), ONGC Videsh Ltd. (10%), Beas Rovuma Energy Mozambique Limited (10%), BPRL Ventures Mozambique B.V. (10%) e PTTEP Mozambique Area 1 Limited (8,5%). (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH