Banco japonês JBIC debate com governo de Angola financiamento de projectos

29 August 2019

Um documento que vai enquadrar negociações bilaterais para financiar projectos no valor de 400 milhões de dólares em território angolano foi quarta-feira assinado em Yokohama entre o governo de Angola e o Banco do Japão para a Cooperação Internacional.

O ministro angolano das Finanças, Archer Mangueira, que integra a comitiva do Presidente João Lourenço à Conferência Internacional de Tóquio sobre o Desenvolvimento Africano 2019 (TICAD, na sigla em inglês), disse que a reunião com o banco público japonês serviu, também, para discutir os projectos por financiar no domínio das águas, energia, construção e reparação de estradas.

O encontro, que aconteceu à margem da sétima edição da TICAD, que se realiza de quarta a sexta-feira em Yokohama, serviu para fazer o ponto de situação dos projectos em curso, disse ainda o ministro, citado pela agência noticiosa Angop.

Archer Mangueira recordou que Angola teve um financiamento de mil milhões de dólares para a indústria têxtil, além de, em Março deste ano, ter assinado os acordos individuais de financiamento para o projecto integrado do Namibe, avaliado em 600 milhões de dólares.

Por seu turno, o ministro dos Transportes, Ricardo de Abreu, afirmou que o projecto da Baía do Namibe é o principal que Angola tem com o Japão e vai potenciar infra-estruturas portuárias e ferroviárias, principalmente, o Caminho-de-Ferro de Moçâmedes.

A delegação angolana e os gestores do banco japonês abordaram ainda a possibilidade de, numa lógica de parceria público-privada, fazer o prolongamento das linhas de caminhos-de-ferro de Angola para a Namíbia e a Zâmbia, “para aumentar o transporte de cargas, principalmente minérios, do interior do continente para os portos de exportação.” (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH