Economia de Macau vai continuar a oscilar no curto prazo

10 September 2019

A economia de Macau vai continuar a oscilar no curto prazo, disse segunda-feira o secretário para a Economia e Finanças, Lionel Leong, que garantiu estar o governo atento e acompanhar de perto essa evolução.

Leong Vai Tac disse que o governo mantém-se em comunicação com os diferentes sectores da actividade económica, acompanha a evolução da taxa de desemprego e do poder de consumo bem como a pressão que o sistema financeiro enfrenta.

O secretário, ao prestar declarações depois de ter participado numa sessão pública, salientou que a quebra de 2,5% verificada na evolução homóloga do Produto Interno Bruto no primeiro semestre de 2019 quando comparada com o período homólogo do ano transacto derivou da redução das obras de construção e do investimento em activos fixos.

Leong recordou que no primeiro trimestre de 2018 decorreram obras de grande dimensão, como as do posto fronteiriço da Ponte Hong Kong-Zhuhai-Macau, não tendo existido obras de dimensão semelhante no decurso dos primeiros seis meses de 2018, factor que conduziu à contracção do PIB.

O secretário acrescentou que as exportações de serviços subiram ligeiramente 0,8% em termos anuais, apesar da descida de 0,8% nas exportações de serviços do jogo, o que demonstra que não existe grande oscilação nas exportações de serviços no primeiro semestre.

Contudo, registou-se um crescimento negativo de um dígito nas receitas de jogo em Julho e Agosto e os números actuais indicam que em Setembro os resultados também não serão ideais.

Caso não haja outros factores favoráveis ou o surgimento de grandes mudanças, prevê-se que o PIB de Macau no terceiro trimestre poderá reflectir um crescimento negativo, disse ainda o secretário para a Economia e Finanças do Governo de Macau. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH