São Tomé e Príncipe tem de aumentar a produção interna e reduzir importações

12 September 2019

São Tomé e Príncipe tem de aumentar a produção interna a fim de reduzir as importações, disse terça-feira o ministro da Agricultura, Pescas e Desenvolvimento Rural, Francisco Ramos.

O ministro presidia na ocasião ao lançamento do projecto “Apoio à capitalização e valorização de produções hortícolas para a segurança alimentar e nutricional”, que conta com o apoio de Agência das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura (FAO).

“São Tomé e Príncipe tem condições de solo e clima favoráveis para a produção de frutos, hortícolas, tubérculos e a criação de gado para substituir importações maciças de determinados produtos de qualidade duvidosa”, disse, citado pela agência noticiosa STP-Press.

O projecto foi apresentado no Centro de Aperfeiçoamento Técnico Agro-Pecuário, no distrito de Mezochi, na presença do representante de FAO, que financia a sua execução com um orçamento estimado em cerca de 234 mil dólares.

Dados do Ministério da Agricultura Desenvolvimento Rural revelam que a economia são-tomense é muito pouco diversificada e que a agricultura continua a ser o sector predominante com uma contribuição de cerca de 20% para o Produto Interno Bruto e envolvendo quase 60% da população activa. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH