Angolana Sonangol divulga lista de activos a alienar

23 September 2019

A Sociedade Nacional de Combustíveis de Angola (Sonangol) vai alienar 50 empresas participadas e outros activos, tendo já previstas apresentações técnicas em Angola e no estrangeiro, a decorrerem no final de Outubro, anunciou na passada sexta-feira em Luanda a administradora executiva Josina Baião.

A Sonangol, no âmbito do Programa de Privatizações (ProPriv), que lista 195 empresas públicas a privatizar total ou parcialmente até 2022, deve desfazer-se de 20 empresas e activos até Dezembro, estando prevista a alienação de 26 outras em 2020, três em 2021 e uma em 2022, que compreende a abertura do capital da SGPS pública.

A lista inclui desinvestimentos nas empresas participadas e activos na Sonangol Cabo Verde – Sociedade e Investimentos e na Combustíveis e Óleos de São Tomé e Príncipe, constando ainda participações nas empresas Founton (Gibraltar), Sonatide Marine (Ilhas Caimão), Solo Properties Nightbridge (Reino Unido), Societé Ivoiriense de Raffinage (Costa do Marfim), Puma Energy Holdings (Singapura) e Sonandiets Services (Panamá), em alienações que ocorrem até 2021.

Josina Baião, citada pela imprensa angolana, informou igualmente que a petrolífera vai vender a sua participação nas empresas WTA-Houston Express e na francesa WTA, além dos activos nas imobiliárias portuguesas Puaça, Diraniproject III e Diraniproject V, nas petrolíferas Sonacergy – Serviços e Construções Petrolíferas e Sonafurt International Shipping e na Atlântida Viagens e Turismo.

A Sonangol detém igualmente activos a privatizar em empresas angolanas dos sectores da Saúde, Educação, Transportes, Telecomunicações, Energia, Construção Civil, Recursos Minerais e Petróleos e Banca.

A alienação de mais de 60 activos não nucleares vai tornar a empresa “financeiramente mais robusta”, considerou a administração da empresa, tendo presidente do Conselho de Administração, Sebastião Gaspar Martins, afirmado que os activos a privatizar têm sido avaliados no âmbito do programa de regeneração da empresa com vista a centrá-la no seu objecto social. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH