Presidente João Lourenço declara Angola aberta ao investimento estrangeiro

26 September 2019

Angola está hoje aberta ao mundo e ao investimento estrangeiro, em todos os domínios da nossa economia, garantiu o Presidente da República, ao discursar na 74ª sessão da Assembleia-Geral das Nações Unidas, que decorre em Nova Iorque, segundo a agência noticiosa Angop.

“Estão em processo de privatização cerca de centena e meia de empresas e activos públicos de diferentes sectores da economia incluindo o petrolífero, e lançámos um ambicioso plano de construção e recuperação de infra-estruturas de produção e distribuição de água e energia, construção de hospitais e estabelecimentos de ensino, reparação de vias secundárias e terciárias e outras e que vão abranger a totalidade dos 164 municípios do país, tendo já o orçamento assegurado para tal”, disse João Lourenço.

Ao discursar pela segunda vez na sede das Nações Unidas, enquanto Presidente de Angola, João Lourenço destacou as reformas em curso que têm como objectivo construir de facto um Estado democrático de direito.

“Visam igualmente combater a corrupção e a impunidade, promover a cultura da responsabilização e prestação de contas pelos servidores públicos, criar um ambiente de negócios mais atractivo ao investimento privado nacional e estrangeiro e, deste modo, aumentar a produção interna de bens e de serviços, reduzir as importações de bens de primeira necessidade, aumentar o leque e a quantidade de bens exportáveis e aumentar a oferta de emprego”, disse.

Angola foi admitida na Organização das Nações Unidas em Dezembro de 1976, sendo o 148º membro daquela organização que tem como principais órgãos a Assembleia-Geral, Conselho de Segurança, Conselho Económico e Social, Conselho de Tutela, Tribunal Internacional de Justiça e um Secretariado. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH