São Tomé e Príncipe vai passar a ser país de rendimento médio

27 September 2019

São Tomé e Príncipe vai passar da categoria de país menos desenvolvido para país de rendimento médio, afirmou o Presidente Evaristo de Carvalho em Nova Iorque, ao intervir na 74.ª Assembleia-Geral das Nações Unidas, para recordar que o apoio continuado da comunidade internacional “é indispensável.”

O Presidente adiantou que mesmo após esta alteração São Tomé e Príncipe vai continuar a debater-se com desafios enormes, uma vez que é um “pequeno Estado insular em desenvolvimento (…) sem recursos minerais e com uma economia muito vulnerável a choques externos”, segundo escreveu a agência noticiosa Lusa.

Evaristo de Carvalho assinalou que, apesar de se ter “deparado com desafios” para o cumprimento dos Objectivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), o país “tem realizado esforços para alcançar as metas estabelecidas”, mas para isso são necessários apoios externos.

“Para que tal desiderato seja efectivo, o concurso da comunidade internacional, através de mecanismos de financiamento e desenvolvimento anunciados em alguns fóruns internacionais, revela-se indispensável”, disse o presidente de São Tomé e Príncipe.

Evaristo de Carvalho é o Presidente de São Tomé e Príncipe desde 2016. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH