FMI aprova novo programa de apoio para São Tomé e Príncipe

3 October 2019

O Fundo Monetário Internacional aprovou um novo financiamento para São Tomé e Príncipe no montante de 18,2 milhões de dólares, informou a instituição em comunicado divulgado quarta-feira em Washington.

O apoio, ao abrigo de uma Facilidade Alargada de Crédito (ECF, na sigla em inglês), tem um prazo de aplicação de 40 meses, sendo que a decisão da Comissão Executiva do FMI vai permitir o desembolso imediato de 2,6 milhões de dólares para, segundo o comunicado divulgado, “apoiar as reformas económicas e estruturais.”

O acordo ECF visa apoiar as reformas económicas do presente governo, a estabilidade macro-económica, bem como o crescimento económico liderado pelo sector privado, bem como melhorar a balança de pagamentos e restaurar a sustentabilidade fiscal e externa no médio prazo.

O documento salienta ser São Tomé e Príncipe um pequeno Estado insular com recursos e capacidade limitados, ter a sua economia uma base produtiva muito limitada e que depende fortemente das importações e da ajuda externa e que as exportações de bens representam apenas 4,0% do Produto Interno Bruto.

Salienta igualmente terem o turismo, agricultura e pescas potencial de crescimento, se bem que exijam melhores infra-estruturas e investimento por entidades privadas, e acrescenta que embora o turismo tenha crescido nos últimos anos o valor acrescentado local é muito diminuto devido ao elevado montante das importações.

O comunicado adianta ir ser este programa de apoio complementado com um outro do Banco Mundial no montante de 10 milhões de dólares para proteger os agregados familiares de menores recursos. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH