China e São Tomé e Príncipe estudam projectos de energias renováveis e de construção de infra-estruturas

As energias renováveis e a construção de infra-estruturas são duas áreas que estão a ser estudadas no âmbito da cooperação entre a China e São Tomé e Príncipe, afirmou segunda-feira em Macau a embaixadora são-tomense na China, Isabel Domingos.

A embaixadora, ao prestar declarações à agência noticiosa Lusa, disse ainda que o balanço das relações de cooperação com a China é “extremamente positivo e consensual entre as duas partes.”

São Tomé e Príncipe e a República Popular da China reataram as relações diplomáticas em Dezembro de 2016 depois de São Tomé e Príncipe ter cortado com Taiwan, que tinha reconhecido em 1997, altura em que suspendeu o relacionamento com a China.

“Os desafios que nos propusemos atingir, quer da parte chinesa, quer da parte são-tomense, têm sido executados com muita eficiência e [há] muito interesse de ambas as partes em continuar a aprofundar [o relacionamento]”, disse Isabel Domingos, à margem de um encontro com a comunidade são-tomense em Macau e durante o qual a embaixadora, no cargo desde 2018, homenageou a Associação dos São-Tomenses e Amigos de São Tomé e Príncipe, Macau-China.

Durante o encontro, a diplomata entregou à associação são-tomense um certificado de reconhecimento pelo “trabalho desenvolvido” no apoio à comunidade na região administrativa especial chinesa, cerca de 30 pessoas, e na promoção do país. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH