Governo de Moçambique aprecia em breve proposta de criação da Zona Económica Especial de Chimoio

16 October 2019

A proposta de criação da Zona Económica Especial de Chimoio (ZEEC), província de Manica, centro de Moçambique, vai, em breve, ser submetida à apreciação do Conselho de Ministros, informou recentemente o director nacional da Indústria, Mateus Matusse, citado pelo matutino Notícias, de Maputo.

Ao intervir recentemente num encontro realizado naquela cidade destinado à apresentação e debate da proposta, Matusse disse que a criação da ZEEC permitirá criar muitos postos de trabalho, atendendo a que vai permitir revitalizar as unidades industriais paralisadas e incentivar novos investimentos nacionais e estrangeiros.

Entre as empresas que poderão ser revitalizadas consta a Textáfrica, uma têxtil paralisada há cerca de 20 anos e que empregava mais de mil trabalhadores.

No decurso do encontro, que foi promovido pela Agência de Promoção de Investimentos e Exportações (Apiex), Mateus Matusse disse que um gabinete técnico será criado em Chimoio para se ocupar na análise e licenciamento dos projectos a serem implantados na zona económica especial.

A criação de uma Zona Económica Especial no Chimoio foi proposta pelo do Presidente da República, Filipe Nyusi, e, mais recentemente, o primeiro-ministro, Carlos Agostinho do Rosário, encontrou-se com os trabalhadores da Textáfrica para transmitir a vontade de fazer de Chimoio uma cidade industrial e comercial, a curto e a médio prazo. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH