Barragem de Caculo Cabaça, em Angola, começa a produzir energia em 2024

17 October 2019

A primeira turbina de um total de quatro no aproveitamento hidroeléctrico de Caculo Cabaça, em construção na província do Cuanza Norte, começa a produzir energia eléctrica a partir de 2024, anunciou terça-feira em Luanda o ministro da Energia e Águas, João Baptista Borges.

Caculo Cabaça, com 103 metros de altura, será o maior complexo hidroeléctrico do país, com capacidade para produzir 2172 megawatts, depois do de Laúca, com 2070 megawatts, sendo o quarto projecto erguido no curso do Médio Cuanza, depois das barragens de Capanda e Laúca (Malanje) e de Cambambe (Cuanza Norte).

Em entrevista concedida à agência noticiosa Angop e à Televisão Pública de Angola (TPA), o ministro disse estarem a decorrer os trabalhos de construção do túnel para o desvio do rio, em Caculo Cabaça, comuna do município da Banga, “obra fundamental para que se possa começar a construir a barragem.”

João Baptista Borges disse também estarem a ter lugar conversações no sentido de se poder garantir o financiamento dos equipamentos electro-mecânicos da barragem que serão fornecidos por empresas da Alemanha.

Este projecto assume-se de particular importância, segundo o ministro, “porque vai assegurar e cobrir as necessidades do país, cujo crescimento anual em termos de procura ronda 12,5%/ano, o que significa que o consumo duplica em cada oito anos, o prazo de construção deste aproveitamento hidroeléctrico.”

Disse ainda que a estratégia governamental para o sector é construir empreendimentos que ajudem a antecipar o crescimento da procura, fazendo com que a oferta seja sempre superior, para se não regressar aos défices crónicos e restrições que se viviam em Luanda, por exemplo, que são desgastantes e causam insatisfação por parte da população. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH