Syrah Resources anuncia redução substancial da mão-de-obra em projecto de grafite em Moçambique

21 October 2019

O grupo mineiro Syrah Resources pretende reduzir de imediato cerca de 30% da mão-de-obra na mina de grafite no distrito de Balama, na província de Cabo Delgado, norte de Moçambique, informou o grupo australiano ao divulgar uma actualização relativa ao seu desempenho no terceiro trimestre de 2019.

O comunicado ao mercado informa igualmente que, além da redução do número de trabalhadores, actualmente cerca de 200, e dos custos associados à mão-de-obra, haverá a renegociação dos contratos e a reconfiguração dos modelos de extracção mineira e do processamento de minério actualmente em vigor.

Incluído igualmente neste processo está a redução da estrutura de direcção da operação mineira em Moçambique, que se prevê venha a proporcionar uma poupança anual de 1,5 milhões de dólares.

Todos estes projectos de redução de custos derivam do estado actual do mercado de grafite, pretendendo o Conselho de Administração do grupo poupar entre 20% a 25% dos nove milhões de dólares previstos para a totalidade da operação de Balama em 2019.

O comunicado menciona que os preços da grafite no mercado da China começaram a cair no terceiro trimestre, que há incertezas quanto à sua evolução no quarto trimestre de 2019 e no início de 2020, algo que já teve impacto na renegociação dos contratos de fornecimento do produto.

O grupo informou também ter a produção da mina de Balama sido reduzida para cerca de cinco toneladas por mês no terceiro trimestre do ano, uma quebra de 17% da capacidade instalada, estando previsto que oscile entre 120 e 150 toneladas ao longo de 2020, dependente das condições do mercado.

A Syrah Resources opera em Moçambique através da subsidiária Twigg Exploration and Mining Limitada. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH