Brasil vai exportar carne processada para a China

29 October 2019

O Brasil vai poder exportar para a China carne processada e farelo de algodão ao abrigo de dois protocolos sanitários assinados pela ministra brasileira da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina e pela Administração Geral de Alfândegas da China, segundo informação oficial.

O comunicado oficial divulgado em Brasília esclarece que os protocolos estabelecem os requisitos para permitir a exportação dos dois produtos do Brasil para a China, com o objectivo de evitar que pestes ou pragas que sejam endémicas no país exportador entrem no país importador.

A nota adianta que o Brasil exportou em 2018 carne processada no valor de 557 milhões de dólares, tendo a China adquirido produtos no montante de 25 milhões de dólares e acrescenta que a exportação brasileira de farelo de algodão, usado como ração para animais, é ainda incipiente.

Em vídeo divulgado pelo da Ministério Agricultura, Pecuária e Abastecimento, a ministra informa que a China deverá vir a aprovar novos entrepostos frigoríficos ainda este ano, atendendo ao facto de a peste suína africana continuar a dizimar os activos pecuários do país.

“Temos de aproveitar esta oportunidade entregando o que eles querem: volume, alimentos de qualidade e preços que possam estar ajustados ao mercado chinês”, conclui a ministra na gravação. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH