Investimento directo do exterior em Macau aumenta 662% em 2018

31 October 2019

O investimento directo do exterior em Macau aumentou 662,4% em termos homólogos para 26,86 mil milhões de patacas (3,35 mil milhões de dólares) em 2018 devido ao facto de os investidores dos ramos do jogo e da banca terem reinvestido mais lucros, informaram os Serviços de Estatística e Censos.

Os fluxos do investimento directo do exterior registados nos ramos do jogo e das actividades financeiras foram de 19,01 mil milhões e 7,38 mil milhões de patacas, respectivamente, tendo no ramo do desenvolvimento, arrendamento e venda de imóveis havido um saldo negativo de 1,16 mil milhões de patacas.

Em termos do país/território de residência de investidores directos, o fluxo provinha principalmente das Ilhas Virgens Britânicas (10,53 mil milhões de patacas), da China continental (5,93 mil milhões de patacas), das Ilhas Caimão (5,27 mil milhões de patacas) e de Hong Kong (4,07 mil milhões de patacas).

O rendimento do investimento directo do exterior cifrou-se no ano em análise em 72,33 mil milhões de patacas, mais 18,8% em termos anuais, destacando-se que os rendimentos deste investimento no ramo do jogo (42,57 mil milhões de patacas), no ramo das actividades financeiras (13,62 mil milhões de patacas) e no ramo do comércio por grosso e a retalho (8,03 mil milhões de patacas) cresceram 15,0%, 14,5% e 61,4%, respectivamente.

O “stock” de investimento directo do exterior totalizou 292,83 mil milhões de patacas no final de 2018, mais 9,8%, em termos anuais, tendo o proveniente de Hong Kong atingido 84,03 mil milhões de patacas, subindo 6,9%, em termos anuais.

O “stock” de investimento com origem nas Ilhas Virgens Britânicas (80,79 mil milhões de patacas), na China continental (51,32 mil milhões de patacas) e o nas Ilhas Caimão (46,06 mil milhões de Patacas) aumentou 14,9%, 9,4% e 9,1%, respectivamente, tendo o relacionado com o ramo do jogo alcançado 132,52 mil milhões de patacas (+17,7%, face a 2017), das quais 43,8% provinham das Ilhas Virgens Britânicas e 32,3% das Ilhas Caimão. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH