Diamantes proporcionam a Angola uma receita de 294 milhões de dólares no terceiro trimestre de 2019

5 November 2019

A venda de diamantes proporcionou a Angola uma receita de 294,85 milhões de dólares no terceiro trimestre de 2019, um aumento de 11,7% ou real de 30,7 milhões de dólares quando comparado com o período homólogo de 2018, segundo dados divulgados segunda-feira em Luanda.

A Empresa Nacional de Comercialização de Diamantes de Angola (Sodiam) informou ter aquela receita sido o resultado da venda de 2,94 milhões de quilates, um acréscimo de 46% ou real de 722,8 mil quilates relativamente ao terceiro trimestre de 2018.

Angola está a produzir actualmente cerca de nove milhões de quilates de diamantes, pretendendo a Empresa Nacional de Prospecção, Exploração, Lapidação e Comercialização de Diamantes de Angola (Endiama) estar a produzir 14 milhões de quilates de diamantes até 2022, em resultado do início da exploração da mina de Luaxe, na província da Lunda Sul.

Os Emirados Árabes Unidos continuam a ser o mercado com maior relevância na venda dos diamantes angolanos, mantendo-se a Sodiam como o canal exclusivo para vendas por contratos e por leilões às fábricas de lapidação de diamantes.

A Sodiam comercializou mais de 8,4 milhões de quilates, provenientes de 12 minas, por um valor total de 1,2 mil milhões de dólares, correspondendo a um preço médio de 145,5 dólares/quilate, colocando Angola entre os cinco maiores países produtores do mundo. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH