Syrah Resources inicia produção de grafite esférica nos Estados Unidos com minério extraído em Moçambique

5 November 2019

A Syrah Resources iniciou a produção de grafite esférica purificada na sua fábrica de componentes para ânodos de baterias em Vidalia, Estado da Louisiana, Estados Unidos, a partir do minério extraído em Balama, Moçambique, informou o grupo australiano em comunicado ao mercado.

“Este facto representa um marco significativo no desenvolvimento da fábrica de Vidalia e na execução da estratégia do grupo em alcançar um modelo de produção verticalmente integrado [da extracção à comercialização] de componentes para ânodos de baterias”, pode ler-se no comunicado.

Shaun Verner, director executivo do grupo, afirmou ainda que o início da produção na fábrica nos Estados Unidos representa uma fonte alternativa e complementar dos ânodos para baterias produzidos na China, “sendo a primeira infra-estrutura de produção em larga escala e totalmente integrada fora da China.”

Este anúncio surge depois de o grupo ter informado em Outubro passado ir reduzir de imediato cerca de 30% da mão-de-obra na mina de grafite no distrito de Balama, na província de Cabo Delgado, norte de Moçambique.

O comunicado ao mercado informava igualmente que haveria a reconfiguração dos modelos de extracção mineira e do processamento de minério em vigor, bem como a redução da estrutura de direcção da operação mineira em Moçambique.

Todos estes projectos de redução de custos derivavam do estado actual do mercado de grafite, pretendendo o Conselho de Administração poupar entre 20% a 25% dos nove milhões de dólares previstos para a totalidade da operação de Balama em 2019.

A Syrah Resources opera em Moçambique através da subsidiária Twigg Exploration and Mining Limitada. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH