China reduz participação no capital do grupo EDP – Energias de Portugal

6 November 2019

O grupo estatal chinês CNIC Co. procedeu à venda em colocação particular de um bloco de mais de 48,7 milhões de acções ou cerca de 1,33% do capital social do grupo EDP – Energias de Portugal, segundo um comunicado divulgado através da Comissão do Mercado de Valores Mobiliários.

O comunicado informa que a liquidação da colocação terá lugar dia 8 de Novembro de 2019, após o que o grupo passará a deter 3,0 milhões de acções da EDP, que estarão sujeitas a um período de impedimento de movimentação de trinta dias.

A colocação particular foi feita pela Orise, SARL, entidade totalmente detida pela Kindbright Holdings Corp. Limited, que por sua vez é totalmente detida pela CNIC Co, , anteriormente denominado Guoxin International Investment Co., tendo o valor do negócio sido de cerca de 175,6 milhões de euros, correspondente a um preço de 3,60 euros por acção.

O grupo EDP havia anunciado a 31 de Outubro ter sido informado pelo grupo chinês CNIC de que tinha deixado de ser um accionista qualificado desde 29 de Outubro, ao ter passado a deter 1,8898% do capital social da eléctrica portuguesa, percentagem inferior ao mínimo de 2,0% estabelecido por lei.

O grupo estatal chinês China Three Gorges continua a ser o principal accionista da EDP – Energias de Portugal, com uma participação e respectivos direitos de voto de 23,27%.

A Oferta Pública de Aquisição lançada pelo China Three Gorges a 11 de Maio de 2018 sobre a totalidade do capital da EDP viu o seu fim em Abril de 2019 quando os accionistas decidiram manter o limite de 25% dos direitos de voto, uma vez que tinha como uma das condições a alteração dos estatutos para remover aquele limite. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH