Consórcio sino-brasileiro arremata bloco de petróleo no Brasil

8 November 2019

O consórcio constituído pelo grupo brasileiro Petrobras e pela empresa CNODC Brasil Petróleo e Gás Ltda adquiriu o bloco Aram, na bacia de Santos, no sexto leilão no regime de partilha de produção realizado quinta-feira pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).

O comunicado divulgado pelo grupo Petrobras informa ter o consórcio apresentado uma proposta vencedora com um bónus de assinatura de 4,04 mil milhões de reais (988 milhões de dólares), a ser pago ainda em 2019 e uma oferta de excedente em petróleo para o país de um mínimo de 29,96%.

A CNODC Brasil Petróleo e Gás Ltda, subsidiária brasileira do grupo China National Oil And Gas Exploration And Development Corporation, tem uma participação de 20% no consórcio, estando os restantes 80% nas mãos da Petrobras.

Quarta-feira, no leilão dos excedentes da cessão onerosa, o grupo Petrobras, com 90%, associou-se às empresas CNODC Brasil Petróleo e Gás Ltda. e CNOOC Petroleum Brasil Ltda., do grupo China National Offshore Oil Corporation, cada uma com participação de 5%, para arrematar em leilão o direito de exploração do campo de Búzios

Além disso, a Petrobras adquiriu integralmente o direito de exploração e produção relativo ao volume excedente do campo de Itapu. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH