BEI empresta 12,5 milhões de euros a São Tomé e Príncipe para obras de protecção costeira

14 November 2019

O Banco Europeu de Investimento (BEI) aprovou a concessão de um empréstimo de 12,5 milhões de euros a São Tomé e Príncipe para ajudar a financiar o projecto de protecção costeira de Água-Grande e de requalificação e valorização da marginal da capital, São Tomé, informou a instituição europeia.

O documento enviado pelo BEI ao Ministério das Finanças de São Tomé e Príncipe informa ainda que em breve será enviada a minuta do contrato de financiamento “tendo em vista a sua assinatura antes do final de 2019.”

A agência noticiosa STP-Press escreveu que o projecto em questão, que tem um custo estimado em cerca de 21 milhões de dólares, contará com financiamentos adicionais do Governo dos Países Baixos e do Banco Mundial.

O projecto visa essencialmente a requalificação de toda a marginal da capital de São Tomé, desde o aeroporto internacional até à localidade de Pantufo, compreendendo fundamentalmente, recuperação, ampliação e modernização de estradas, passeios e jardins bem como a construção de novos pavimentos e algumas infra-estruturas adjacentes visando a modernização da cidade.

Além da protecção da marginal contra a erosão, através de quebra-ondas com barreiras, o projecto contempla outras alterações e inovações infra-estruturais, sobretudo de índole turística, como sejam a montagem de vias específicas para a circulação de peões, ciclistas e motociclistas, bem como para a prática de desporto. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH