Grupo russo VTB desiste da venda do angolano Banco VTB-África

18 November 2019

Os bons resultados obtidos pelo Banco VTB-África levaram o grupo financeiro russo VTB a desistir da venda da totalidade da participação de 50,10% que controla no banco angolano, anunciou o presidente do Conselho de Administração Andrey Kostin.

A Autoridade da Concorrência de Angola divulgou em Maio passado ter recebido no dia 24 desse mês uma comunicação dando conta de um projecto de concentração de empresas envolvendo o VTB Bank, Banco VTB-África e a empresa russa de intermediação financeira Rostang.

Face aos resultados obtidos, escreveu o jornal Economia e Finanças, o accionista russo e a parte angolana acordaram em dar um estímulo ao “bom empenho da equipa de administradores”, que até ao final do ano deverá ser confirmada no lugar com cerca de 20% de participação accionista.

“Decidi que precisamos ficar em Angola e foi por isso que delineámos esse formato, que permite motivar, mas garante capacidade para influenciar todas as decisões principais”, disse Andrey Kostin.

O Conselho de Administração do Banco VTB-África é composto por um presidente e mais seis administradores, designadamente Igor Leonidovitch Skvortsov (presidente), Maria Uini Miguel, Amilcar Barros e Dmitriy Andreevitch Sorokin (administradores executivos) e por António Carlos Sumbula, Roberto Petz e Leonid Pavlovitch Rantchinskiy (administradores não executivos).

O Relatório e Contas relativo ao exercício de 2018 informa ter o património líquido atingido 91,7 mil milhões de kwanzas, um aumento de 72% relativamente aos 53,2 mil milhões de kwanzas contabilizados em 2017.

O banco VTB-África foi constituído em 2006, tendo como segundo maior accionista o cidadão angolano António Carlos Sumbula, antigo presidente da Empresa Nacional de Prospecção, Exploração, Lapidação e Comercialização de Diamantes de Angola, com 49,87% do capital. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH