Banco Mundial financia construção de linha de caminho-de-ferro em Moçambique

20 November 2019

O Banco mundial vai financiar a construção de uma linha de caminho-de-ferro com uma extensão de 27 quilómetros, entre as estações ferroviárias da Matola Gare e de Albazine, na área metropolitana de Maputo, sul de Moçambique, anunciou o presidente da Metrobus.

Amade Camal disse ainda à Rádio Moçambique que a instituição financeira multilateral vai desembolsar, numa primeira fase, 130 milhões de dólares, que serão aplicados na construção de estações ferroviárias, electrificação da linha, formação e compra de comboios eléctricos.

A sociedade Metrobus entrou em funcionamento em Fevereiro de 2018 e consiste na combinação do transporte ferroviário e rodoviário para responder ao problema de mobilidade entre os municípios da Matola e Maputo.

O projecto tem capacidade para transportar cerca de 30 mil pessoas por dia e dispõe de uma frota de 100 autocarros para garantir a distribuição e recolha dos passageiros em vários pontos da cidade da Matola, Maputo e arredores. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH