China inicia construção de habitação social em São Tomé e Príncipe

A primeira pedra para a construção de cinco prédios de habitação social nos distritos de Lobata e de Cantagalo foi terça-feira lançada em São Tomé e Príncipe, numa cerimónia que contou com a participação do primeiro-ministro e do embaixador da China no país, noticiou a imprensa local.

A serem construídas no âmbito da cooperação bilateral entre São Tomé e Príncipe e a China, os cinco prédios com três pisos cada, rés-do-chão incluído, serão construídos dois em Lobata e três em Cantagalo, sendo que cada um terá 12 apartamentos, perfazendo um total de 60, segundo a agência noticiosa STP-Press.

O primeiro-ministro são-tomense, Jorge Bom Jesus, realçou a importância da cerimónia, tendo afirmado tratar-se de “um momento de consolidação de fortalecimento de laços que duram há décadas e que vão continuar a crescer.”

O embaixador da China, Wang Wei, disse esperar que com a realização deste projecto, “os trabalhadores, técnicos e o governo são-tomense possam cooperar com as empresas chinesas, com o objectivo comum de escrever um novo capítulo da cooperação entre a China e São Tomé e Príncipe.” (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH