Angola pretende apostar no desenvolvimento dos pólos agro-industriais

29 November 2019

A criação de dezenas de milhares de postos de trabalho no Pólo Agro-industrial de Cacuso, província de Malanje, pode vir a ser uma realidade com a realização de investimentos totais de 863 milhões de dólares, disse recentemente na cidade de Malanje um consultor do grupo indiano Mahindra.

Citado pela agência noticiosa Angop, Mário de Matos, que apresentava o Estudo da Cadeia de Valor da Agricultura, Pecuária e Florestas, em consulta pública há uma semana, disse que o projecto, com financiamento do Banco Africano de Desenvolvimento, vai ser executado em sete anos.

O estudo abarca, igualmente, o pólo da Quibala, no Cuanza Sul, um empreendimento projectado para envolver as províncias de Benguela, Bié e Huambo na cadeia de produção, absorvendo investimentos de 736 milhões de dólares, de que resultam outras dezenas de milhares de postos de trabalho.

O consultor da Mahindra, empresa que elaborou o estudo encomendado pelo Ministério da Economia e Planeamento, afirmou que a área a cultivar é determinada, no projecto, pelo número de unidades de processamento, o que implica dois anos de estudos da cadeia e torna necessários sete anos para atingir o desenvolvimento global das infra-estruturas a implantar, embora esteja previsto que, já a partir do quinto ano, comece a gerar excedentes de produção. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH