Bancos de Angola têm até Junho de 2020 para cumprir requisitos de capital

2 December 2019

Os bancos que estão a ser analisados em Angola e que tenham necessidade de proceder a aumentos de capital terão até Junho de 2020 para regularizar a situação, anunciou sexta-feira em Luanda o governador do Banco Nacional de Angola (BNA), José de Lima Massano.

O banco central angolano tem estado a proceder à análise da qualidade dos activos dos bancos Angolano de Investimento (BAI), de Fomento Angola (BFA), Comércio e Indústria (BCI), Poupança  e Crédito (BPC), Internacional de Investimento (BIC), Millennium Atlântico (BMA), Sol, de Negócios Internacional (BNI), de Desenvolvimento de Angola (BDA), Caixa Angola (CA ), de Comercio Angolano (BCA) e o Económico (BE).

José de Lima Massano, que prestava declarações no final da reunião da Comissão de Política Monetária, anunciou igualmente que a instituição que dirige vai informar dia 31 de Dezembro quais os bancos que tenham necessidade de ajustar o seu capital social.

“Os bancos com necessidades de aumento de capital social terão até Abril de 2020 para informar o banco central das medidas que pretendem adoptar e até Junho de 2020 para ter a situação regularizada”, disse o governador.

Não ocorrendo tal regularização, o BNA poderá exigir um programa de reestruturação “emagrecendo-os”, o que poderá levar a um quadro de fusões ou entrada de novos accionistas, podendo alguns bancos, em casos extremos, perder a respectiva licença.

O programa de avaliação da qualidade dos activos dos bancos comerciais foi decidido pelo Banco Nacional de Angola depois de o malparado comparativamente à carteira de crédito ter aumentado de 12,6% em 2016 para 28% em 2017, se bem que 90% do montante global esteja concentrado num único banco. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH