Grupo de Hong Kong conclui compra de 80,1% do Banco de Negócios Internacional (Europa)

3 December 2019

O grupo King Wai (KWG), de Hong Kong, adquiriu uma participação de 80,1% do português Banco de Negócios Internacional (Europa), uma plataforma bancária digital, noticiou recentemente o jornal South China Morning Post.

O jornal escreveu que o negócio teve um duplo objectivo, que foi acompanhar o interesse da China Continental em aprofundar o relacionamento económico e comercial com os países de língua portuguesa e ajudar residentes de Hong Kong que pretendem passar a residir na Europa devido aos problemas de segurança em curso na cidade.

O grupo, que não divulgou o montante financeiro envolvido nesta compra, recebeu em Outubro passado autorização do Banco Central Europeu para adquirir a participação de 80% no BNI (Europa), que tem activos de 500 milhões de euros e opera em 13 países europeus, incluindo Alemanha e Reino Unido.

O semanário português Expresso noticiou em Maio passado ter o BNI (Europa), do grupo angolano Banco de Negócios Internacional, registado prejuízos “históricos”, necessitando dessa forma de mais capital, que iria ser garantido pelo grupo de Hong Kong.

“O processo de autorização para a aquisição de participação qualificada do capital social do Banco BNI Europa encontra-se em fase final de apreciação por parte do Banco de Portugal e Banco Central Europeu, prevendo-se a sua conclusão até ao final de Junho de 2019”, assinala o relatório e contas de 2018 do BNI Europa, banco de que o angolano BNI detém 92,988%.

O processo de alienação da maior parte da participação do banco angolano na instituição portuguesa (estavam à venda 80,1%, segundo o relatório e contas do BNI) iniciou-se em 2017. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH