Diáspora da Cabo Verde deverá comprar parcela que lhe foi reservada da Cabo Verde Airlines

4 December 2019

A venda da parcela de 7,465% das acções representativas do capital social da Cabo Verde Airlines junto dos cidadãos cabo-verdianos emigrados vai ser totalmente subscrita, previu o presidente da Bolsa de Valores de Cabo Verde, Manuel Lima.

“O processo [que se iniciou em Setembro] vai decorrer até dia 16 de Dezembro corrente e, à semelhança do que já foi dito pelo secretário de Estado, posso assegurar que o processo de venda está a decorrer de uma forma bastante positiva”, disse o mesmo responsável.

Em processo de venda estão 74 650 ações da antiga Transportes Aéreos de Cabo Verde (TACV) ao preço unitário de 1457 escudos (cerca de 14,6 dólares).

O processo faz parte da reestruturação/privatização da TACV, em que a primeira iniciativa foi a venda de 51% das ações da empresa aos islandeses da Icelandair, passando a chamar-se Cabo Verde Airlines (CVA).

O Estado de Cabo Verde passou a deter 49% das acções, tendo o governo optado por vender 10% aos trabalhadores e aos emigrantes cabo-verdianos, num total de 100 mil acções, e os restantes 39% a investidores institucionais (390 mil acções).

Um total de 91 trabalhadores da antiga transportadora aérea pública cabo-verdiana tornou-se accionista da empresa, através da compra de 25 350 acções, numa operação que lhes foi reservada e que decorreu de 1 de Julho a 1 de Setembro. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH