Projecto Coral Sul FLNG proporciona estágios de formação a jovens de Moçambique

4 December 2019

O grupo italiano ENI e restantes parceiros do bloco Área 4 da bacia do Rovuma, norte de Moçambique, vão seleccionar um total de 800 jovens moçambicanos para a realização de estágios no âmbito do projecto conhecido por Coral Sul FLNG, disse terça-feira em Maputo o seu director-geral.

Maurizio Lanzo, que procedia na ocasião à apresentação de um grupo de 19 jovens recrutados na Universidade Eduardo Mondlane, recordou ter o grupo dado a 12 outros jovens a possibilidade de beneficiarem de um estágio profissional na Coreia do Sul.

A plataforma flutuante de extracção e processamento de gás natural, mais conhecida por Coral Sul FLNG, está a ser construída na Coreia do Sul.

A plataforma, cuja construção foi adjudicada em Maio de 2017 a um consórcio formado pela Samsung Heavy Industries, Technip de França e JGC do Japão, terá 439 metros de comprimento, 65 metros de largura, um calado de 38,5 metros e um peso de 210 mil toneladas.

O projecto Coral Sul é o primeiro aprovado pelos parceiros do bloco Área 4 para a exploração dos depósitos de gás natural já descobertos, estando o início da produção previsto para ter lugar em Junho de 2022.

O bloco Área 4 tem como participantes a Mozambique Rovuma Ventures, uma parceria detida pelos grupos ExxonMobil, ENI e China National Petroleum Corporation, que em conjunto controlam 70%, estando os restantes 30% divididos em partes iguais entre o grupo português Galp Energia, sul-coreano Kogas e a estatal moçambicana Empresa Nacional de Hidrocarbonetos. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH