Economia de Macau deverá contrair-se 5,2% em 2019, EIU

12 December 2019

A economia de Macau deverá contrair-se à taxa de 5,2% em 2019, segundo as mais recentes previsões da Economist Intelligence Unit (EIU), que remetem para 2021 o ano em que o território regressará às taxas de crescimento positivas.

Os dados oficiais mais recentes divulgados pela Direcção dos Serviços de Estatística e Censos de Macau dizem respeito ao terceiro trimestre de 2019 e indicam que de Janeiro a Setembro a economia do território registou uma contracção de 3,5% em termos homólogos, sendo que nesse trimestre a quebra verificada foi de 4,5%.

Os analistas da EIU prevêem igualmente que a economia do território volte a desacelerar em 2020, com uma taxa negativa de 3,3%, sendo a contracção média no período de 2019/2020 de menos 4,3%, devido ao arrefecimento do sector do jogo e à inexistência de novos projectos de investimento relacionados com o jogo.

A EIU está a antecipar que a economia de Macau regresse a taxas de crescimento positivas na sequência da assinatura de um acordo comercial entre a China e os Estados Unidos que se espera venha a provocar o aumento do número de turistas chineses que procuram destinos no exterior.

O relatório informa que não obstante o arrefecimento da economia da China em 2020/2021, o rendimento médio no país continuará a crescer, o que conduzirá a um aumento do turismo de massas e do sector do jogo em Macau, algo que evitará que o território atravesse um período de contracção acentuada da sua economia.

A EIU recorda que os esforços do governo de Macau no sentido de diversificar o tecido económico e afastar o território da dependência do jogo continuarão a não produzir grandes resultados em 2020/2021.

Caberá aos concessionários do jogo de através de ofertas turísticas não directamente relacionadas com os jogos de fortuna e azar aumentarem a panóplia de serviços de entretenimento que são colocados à disposição das pessoas que visitam Macau.

De entre os principais indicadores macro-económicos a formação bruta de capital fixo ou investimento apresenta valores muito negativos, com taxas de variação homólogas que oscilam entre menos 18,6% este ano e menos 9,4% em 2021, com menos 11,5% em 2020.

A taxa de inflação manter-se-á estável em redor de 3,0% no período em análise, bem como as taxas de juro para empréstimos, 5,3/5,4%, bem como o saldo orçamental de Macau, que rondará 12% do Produto Interno Bruto. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH