Macau e Administração Espacial Nacional da China colocam satélite em órbita terrestre

16 December 2019

O governo de Macau e a Administração Espacial Nacional da China assinaram um acordo de cooperação relativo ao projecto de desenvolvimento conjunto de investigação científica e tecnológica para observação geo-magnética e de um satélite de teste de tecnologia, informou o gabinete do porta-voz do governo.

O governo da Região Administrativa Especial de Macau (RAEM), o Gabinete de Ligação do Governo Popular Central na RAEM e a Administração Nacional Espacial ficam responsáveis pela coordenação e apoio a este primeiro satélite científico de Macau, cujo projecto teve início no dia 9 de Outubro do corrente ano.

O acordo assinado visa a investigação e produção daquele que será o único satélite mundial de exploração científica a ser colocado em órbita próximo da linha do Equador, para acompanhar o campo geomagnético e o ambiente espacial da Anomalia do Atlântico Sul (SAA).

Este projecto pressupõe uma investigação, em parceria com as melhores equipas científicas da China e de outros países, sobre justamente o geomagnetismo e ambiente espacial, temas relevantes no campo científico relativos à origem e evolução da vida e do planeta.

A assinatura do presente acordo possibilitará a criação de um novo modelo de inovação e cooperação científica entre as entidades nacionais, o Governo da RAEM, e instituições da área baseadas nos dois lados, visando-se um aumento mais célere da capacidade de inovação no campo da ciência e tecnologia em Macau e nas outras cidades da Grande Baía Guangdong-Hong Kong-Macau. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH