Angola estará a refinar 300 mil barris de petróleo/dia em 2025

17 December 2019

Angola estará a refinar 300 mil barris de petróleo em rama por dia dentro de cinco anos através de um processo gradual até 2025 que visa suprimir as actuais importações de combustíveis líquidos com o consequente dispêndio em divisas, disse o presidente da estatal Sociedade Nacional de Combustíveis de Angola (Sonangol).

Sebastião Gaspar Martins disse ainda que com a conclusão das obras nesse ano das refinarias do Lobito (200 mil barris/dia), do Soyo (100 mil barris/dia) e de Cabinda (60 mil barris/dia) Angola ajustará a oferta à procura no mercado nacional, actualmente desajustado devido ao facto de o país estar a refinar apenas 80 mil barris/dia.

Em declarações à margem do IV Conselho Consultivo do Ministério dos Recursos Minerais e Petróleo, realizado em Cabinda, o presidente da antiga concessionária do sector disse que os 80 mil barris/dia podem ser divididos entre 65 mil na refinaria de Luanda e 15 mil no campo Malongo-Cabinda, onde se produz Jet A-1, gasóleo e gás natural liquefeito.

A agência noticiosa Angop escreveu estar previsto que a refinaria do Lobito irá numa primeira fase prevista para ter início em 2021 processar metade da capacidade prevista, enquanto a de Cabinda irá produzir, nesse mesmo ano, 30 mil barris/dia, para em 2024 (com a conclusão da 2ª fase) atingir o seu total de 60 mil barris/dia.

Sebastião Gaspar Martins informou por outro lado que a Sonangol, com excepção dos Blocos 15 e 17, está presente nos demais em produção em Angola, sendo responsável por aproximadamente 17% ou 235 mil barris/dia dos 1,4 milhões de barris/dia actualmente produzidos em Angola. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH