Ho Iat Seng garante reforçar a aplicação a Macau do princípio “um país, dois sistemas”

20 December 2019

O Chefe do Executivo do V Governo da Região Administrativa Especial de Macau (RAEM), Ho Iat Seng, assegurou hoje que vai continuar a aplicar a política “um país, dois sistemas”, a cumprir a Constituição e a Lei Básica, a defender os interesses de desenvolvimento nacional e a promover o desenvolvimento sócio-económico de Macau.

Ho Iat Seng garantiu também que o novo governo irá adoptar como lema da sua governação “Sinergias e avanço, mudanças e inovação” e prometeu uma postura mais aberta e corajosa na tomada de decisões.

Ho Iat Seng falava por ocasião da sua posse como V Chefe do Executivo de Macau desde a transferência da administração para a China em 1999 e durante uma cerimónia a que assistiram mais de mil pessoas.

Ho disse que os últimos 20 anos provam que o princípio “um país, dois sistemas” aplicado em Macau é viável, atingível e bem-recebido.

A construção de uma indústria turística diversificada e a promoção, criação e crescimento do sector de convenções e exposições a par do desenvolvimento da medicina tradicional chinesa, das indústrias culturais e criativas e de alta tecnologia foram considerados por Ho Iat Seng como áreas a apoiar pelo seu governo.

Ho disse igualmente que o novo governo vai acelerar o planeamento urbano e a construção de habitação pública, melhorar o trânsito, reforçar a protecção ambiental e impulsionar o desenvolvimento da renovação urbana e da cidade inteligente e referiu que recursos serão investidos eficientemente na saúde, educação, assistência social e benefícios sociais.

O novo Chefe do Executivo garantiu ainda que irá intensificar a promoção e a sensibilização sobre a cultura tradicional chinesa, impulsionar o intercâmbio e a cooperação entre as diversas culturas e promover o pleno desenvolvimento e inovação da educação cultural.

Ho Iat Seng recordou também que as iniciativas de «Uma Faixa, Uma Rota» e da construção da Grande Baía Guangdong-Hong Kong-Macau trouxeram a Macau grandes oportunidades de desenvolvimento.

Recordou que Macau, no seu processo de desenvolvimento, tem como papel impulsionar a construção de “Um Centro, Uma Plataforma e Uma Base”, aprofundar a cooperação regional, em especial com a cidade de Zhuhai, no que respeita à criação de novos mecanismos de cooperação para o desenvolvimento da ilha de Hengqin, e promover a diversificação adequada da sua economia.

“Macau possui vantagens únicas como ponte entre o oriente e o ocidente e entre a China e os países de língua portuguesa.” disse a finalizar a sua intervenção. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH