PME de Moçambique aderem a programa nacional de certificação empresarial

31 December 2019

O Programa Nacional de Certificação Empresarial (Pronacer) conta já com o registo de 70 empresas de diversos sectores de actividade de um total previsto na fase-piloto de 200 pequenas e médias empresas, segundo a Confederação das Associações Económicas de Moçambique (CTA).

O objectivo do Pronacer é certificar as pequenas e médias empresas moçambicanas, com um número máximo de 100 trabalhadores, de modo a assegurar a sua participação efectiva e sustentável na cadeia de fornecimento de bens e prestação de serviços aos grandes projectos em Moçambique.

O projecto compreende quatro fases, nomeadamente a preparação das empresas nacionais para a sua certificação através de formação sobre a importância, necessidade e tipos de certificação exigidos pelas multinacionais, a selecção para o processo de certificação, com base nos critérios definidos, pré-avaliação sobre que passos a implementar internamente para a certificação específica e a certificação comparticipada pelas empresas elegíveis, em 50% do valor total da mesma.

As empresas interessadas não poderão ter dívidas ao fisco ou à segurança social devendo para beneficiar da iniciativa provar capacidade financeira para pagar metade do custo total do processo de certificação, através de uma garantia bancária ou forma semelhante.

O Pronacer foi lançado em Setembro passado pela Fundação para a Melhoria do Ambiente de Negócios (FAN) e pela Confederação das Associações Económicas de Moçambique (CTA).

O período de inscrição encerra dia 18 de Janeiro de 2020 estando previsto vir a certificar 200 empresas de diversos sectores, com foco na indústria de carvão, petróleo e gás natural. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH