China oferece a Moçambique estação receptora de dados meteorológicos

6 January 2020

A China doou uma estação terrestre receptora de dados recolhidos pelo satélite meteorológico Fengyun – 2H a Moçambique, para ajudar o país a acompanhar a evolução dos ciclones tropicais na região, informou a agência noticiosa AIM.

O embaixador da China, Su Jian, entregou o equipamento ao Instituto Nacional de Meteorologia, numa cerimónia ocorrida em Maputo, capital moçambicana, e que foi testemunhada pela vice-ministra dos Transportes e Comunicações, Manuela Rebelo.

Moçambique é ciclicamente assolado por vários fenómenos naturais, estando províncias do Norte e do centro do país a serem actualmente fustigadas por chuvas intensas e ventos fortes, que já causaram centenas de desalojados e a destruição de infra-estruturas destruídas, afectando milhares de pessoas.

Em Abril de 2019, depois da passagem dos ciclones Idai e Kenneth, o Presidente da República, Filipe Nyusi, visitou a China, onde pediu apoio, nomeadamente em termos meteorológicos, tendo, em resposta, a Administração Meteorológica da China anunciado a doação de um sistema de recepção de dados via satélite para Moçambique, agora entregue.

O embaixador chinês disse que a entrega do sistema é o resultado do compromisso assumido pelo governo da China no sentido de ajudar Moçambique a reforçar a capacidade de prevenção e redução das calamidades naturais, assumido em 2018 na Cimeira de Pequim e no segundo Fórum da iniciativa Faixa e Rota.

“A acção chinesa de doar uma estação terrestre receptora de sinais de satélite meteorológico Fengyun em Moçambique vai ajudar o país a fortalecer as observações meteorológicas e reforçar as capacidades de prevenção e resposta imediata às calamidades”, salientou Su Jian. (Macauhub)

MACAUHUB FRENCH